Relacionamentos tóxicos, abusivos ou com pessoas narcisistas

Há muito tempo, tenho ouvido em consultório frases como: “minhã mãe é narcisista”, “meu pai é tóxico”, “meu marido está apresentando um comportamento abusivo” e eu ouço com atenção, mas por ter estudado psicopatologia na faculdade, sei que tais termos – que se tornaram tão comuns nos últimos anos – estão sendo usados de forma errada, na maioria das vezes. Semana passada, fizemos uma live com a psicóloga Ana Paula Wendt que esclareceu o que é o quê e, em caso de você estar em um relacionamento assim, como proceder.

Para quem não assistiu, basta clicar aqui: uma verdadeira aula com discussão de casos e auxílio para ampliar o autoconhecimento. E, em mais de 1 hora de fala, a Ana nos ajudou a identificar cada relacionamento e como agir na percepção de estar em um ou, então, perceber que uma pessoa querida e amada se encontra em tal situação. Abaixo, um resumo de tudo que foi falado (o que não exclui, de forma alguma, o vídeo no nosso canal do YouTube).

RELACIONAMENTO TÓXICO

As pessoas não percebem que são tóxicas. Se você convive com alguém assim, é importante falar/ dar esse feedback.

Sobre relacionamento tóxico:

  • a pessoa tóxica nunca vai assumir a responsabilidade;
  • sempre tem alguma desculpa para um comportamento ruim;
  • quando você está em um relacionamento assim, sem querer você não pensa em você mesma(o);
  • você está se defendendo o tempo todo da outra pessoa;
  • você faz 100% a relação acontecer (é você quem se doa o tempo todo);
  • e toda vez que você tem alguma conquista, você será diminuída(o), não valorizada(o);

RELACIONAMENTO ABUSIVO

Esse tipo de relacionamento é muito mais pesado do que o tóxico. É preciso estar muito atenta(o) aos sinais que costumam aparecer aos poucos, mas que estão presentes desde o início da relação. E DENUNCIAR se faz necessário, sim!

Sobre relacionamento abusivo:

  • ocorre alienação (a pessoa te deixa isolada(o), sozinha(o));
  • há intenção de agredir, de machucar;
  • há muito ciúmes de tudo e de todos;
  • afastamento de amigos e familiares;
  • invasão de privacidade;
  • chantagem;
  • destruição da autoestima;
  • invalidação de sentimentos;
  • pode ocorrer violência física (denuncie na primeira agressão – IMEDIATAMENTE!);

RELACIONAMENTO COM NARCISISTA

Muito se fala sobre “mães narcisistas”, mas na live a psicóloga Ana atenta para o fato de não haver tantos narcisistas assim. Antes de usar um termo sem saber de fato o que ele significa, vamos entender quem é um narcisista?

O narcisista:

  • é uma pessoa adulta;
  • com padrão de grandiosidade;
  • não está nem aí para o sentimento do outro (zero empatia);
  • tem certeza que é o melhor;
  • crença de ser especial e único;
  • está sempre rodeado de “puxas saco”;
  • precisa ter uma vantagem;
  • frequentemente sente inveja;

Como eu disse anteriormente, esse assunto está bem explicado em nosso canal do YouTube. E, para finalizar, trago a reflexão: “ter esse conhecimento de dá poder ou te coloca ainda mais no papel de vítima?”.

Lembrete: um post, uma aula ou uma resposta no instagram não susbtituem uma consulta terapêutica. Procure ajuda profissional.

Com carinho,

Conheça nosso canal do YouTube

Renata Hermes
Naturologa
Deixe seu e-mail aqui e receba conteúdo sobre saúde, qualidade de pensamentos e equilíbrio emocional

Roma e Vaticano

Minha mãe tinha um sonho: levar a família para a Itália quando se aposentasse. Com muito planejamento (foram mais de 3 anos estudando roteiros, revendo

Leia mais »

Perdoar é saudável

O perdão é uma atitude moral na qual uma pessoa abdica do direito ao ressentimento, julgamentos, afetos e comportamentos negativos. Você pode pedir perdão a quem magoou e/ou prejudicou; perdoar a si mesma(o) por todas as vezes nas quais se criticou, autodepreciou ou se machucou; ou perdoar alguém.

Leia mais »