fbpx

Irisdiagnose: dúvidas e curiosidades

Costumo ouvir muito em consultório: “você adivinhou tudo!”. Que fique claro: irisdiagnose não é adivinhação. É uma forma de conhecimento, através da análise das íris, das condições físicas do organismo, possíveis fragilidades em órgãos específicos e comportamentos apresentados.

Para avaliar, utiliza-se um mapa, onde todo o corpo humano é representado nas íris. Assim, sinais possuem significados específicos e são relacionados aos órgãos reflexos.

É importante, na análise das íris, observar coloração dos olhos, a pupila, sinais apresentados, coloração dos sinais e também esclera.

Irisdiagnose não faz diagnóstico de forma alguma! Irisdiagnose apenas apresenta possíveis órgãos frágeis ou sistemas com debilidades. Em muitas situações, o profissional que realiza a irisdiagnose indica um médico para melhor analisar o caso.

Irisdiagnose não é invasiva! A análise acontece através das fotos das íris, cujo procedimento é indolor.

É possível fazer análise das íris em crianças a partir dos cinco anos de idade.

Quem realiza irisdiagnose, obrigatoriamente, precisa ter uma visão holística do caso, procurando, sempre, o tratamento da causa do desequilíbrio e não apenas amenização dos sintomas.

A irisdiagnose é um procedimento terapêutico eficaz e exige seriedade e estudo. A forma de tratamento tende a melhorar a saúde, mas para isso, o profissional exerce grande importância, uma vez que a análise tem que ser correta para que o tratamento apresente resultados. Então, investigue sobre o profissional consultado. Essa orientação vale para todos os profissionais da área da saúde.

Assista ao Vídeo  sobre Irisdiagnose (Vida&Saúde)

Assista ao Vídeo sobre Irisdiagnose (TVCOM TudoMais)

Mais informações sobre Irisdiagnose

Atendimentos em São José (SC) e Florianópolis (SC).

Atendimentos em Erechim (RS) nos dias 24 e 25 de agosto. (54) 3321.4079

Blog

Alegria como mau presságio

O ano de 2015 estava sendo mágico para nós – eu e meu marido. Profissionalmente as coisas estavam excelentes, movimento cada vez maior e atração de pessoas que realmente queríamos; começamos a correr e participar de grandes provas; ótimas notícias eram frequentes na vida pessoal; e tudo estava maravilhoso. Vini

Leia mais »
Blog

Como sair em férias e não adoecer?

Uma situação muito comum (que pode ter acontecido com você): as coisas no trabalho estão ótimas, mas a demanda é alta. Você está trabalhando demais. Carga horária pesada, muitas coisas para resolver, estresse visível. Quando você consegue tirar férias, o que acontece? Você fica doente! Poxa! Justo no momento em

Leia mais »
Blog

8 motivos para utilizar óleos essenciais

Por quê, afinal, usar óleos essenciais? Muitas pessoas os acham caros e de uso limitado. Mas não é bem assim: os óleos essenciais podem ser utilizados em diversos tratamentos terapêuticos e em uso domiciliar para ampliar a saúde da família. Não são caros – o preço é justo, pois há

Leia mais »
Blog

VOLTAR OU COMEÇAR ALGO – O QUE/COMO FAZER!

Eu saí em férias e voltei. Na volta, a semana foi mais curta (tinha sexta-feira santa) e, mesmo assim, foi uma verdadeira loucura: comecei com visita ao médico (meu pé, que já não estava bem – machuquei na corrida – precisava de um diagnóstico. Nenhum osso quebrado, mas pé imobilizado

Leia mais »
Renata Hermes
Naturologa
Deixe seu e-mail aqui e receba conteúdo sobre saúde, qualidade de pensamentos e equilíbrio emocional
Especial dia dos namorados

Todo mundo quer uma resposta simples, um manual de como fazer ou algum milagre quando o assunto é relacionamento amoroso. E eu queria poder te dar tudo isso, mas como você já deve imaginar, não é assim que as coisas funcionam. Por quê? Porque pessoas são diferentes. Para o dia...