A surpreendente cidade do México

Eu não poderia começar esse post com um título diferente. A Cidade do México me surpreendeu de diversas maneiras. Por saber que é uma das maiores cidades do mundo, eu esperava barulho, sujeira e confusão. E não foi bem isso que encontrei. 
Para começar, alugamos um apartamento no bairro Polanco que era muito bom: uma vista incrível e toda estrutura que precisávamos (embaixo do prédio há um centro comercial com supermercado 24 horas, diferentes restaurantes – de Starbucks a churrascaria e comida vegana – academia e piscina. Tinha de tudo mesmo. Se eu indico? 100%!).
Então, a experiência já começou legal e foi só melhorando: encontrei uma cidade cheia de opções maravilhosas para comer, bairros charmosos, ruas limpas, museus incríveis  e o inesperado: eu me senti segura em todo tempo que estive lá. Andando na rua, comendo em mesas na calçada, dentro do uber, com o celular na mão, sempre na blogueiragem.
A Cidade do México é linda! E se você nunca cogitou visitar, pesquise mais: vale muito!
 
PASSEIOS:
 
ZÓCALO é o centro da cidade. Ali é possível visitar vários pontos turísticos como a Catedral Metropolitana de La Asunción de Maria (a história é muito legal, pois foi construída com as pedras dos templos Aztecas) e as Ruínas del Templo Mayor (que ficam ao lado da Catedral).
A pé, ali na região, também podemos visitar lugares incríveis e fazer tudo em um dia só: 

Museu Nacional de Arte (nós não fomos, pois estava fechado devido à pandemia – não entendemos muito bem o porquê somente esse Museu estar fechado, mas não conseguimos ver). As peças em exposição datam da segunda metade do século XVI até a primeira metade do século XX, com peças de Frida Kahlo, Rufino Tamayo e Diego Rivera.
 
O Palácio de Belas Artes tem uma arquitetura linda e exibe em seu interior muitos murais de Diego Rivera e Rufino Tamayo. 

O Prédio Postale é lindo! Parece que você está em uma obra de arte e a entrada é gratuita.
 
PIRÂMIDES DE TEOTIHUACAN – aproximadamente 1 hora de viagem do centro da cidade do México, talvez um pouquinho mais. Escolhemos o sábado para ir por causa do trânsito.
O ideal seria fechar um transporte e guia. Foi o que fizemos, mas não indico o serviço que compramos e, por isso, não deixarei o contato aqui. 
As pirâmides são atrações da Cidade do México e até hoje há muito mistério a respeito da civilização que vivia no local.
Pesquisadores acreditam que o auge de Teotihuacan tenha acontecido entre os séculos III e V, quando mais de 100 mil pessoas moravam na cidade. Era, portanto, a maior cidade de América. 
Vale a visita, com certeza!
 
MUSEU DE ANTROPOLOGIA – é tão lindo e tão grande que você pode ficar um dia todo lá, se quiser. E não subestimem: é incrível! Achei o MÁXIMO! Se for à Cidade do México, não deixe de ir.
 
MUSEU SOUMAYA – é lindo demais! É um prédio em estrutura assimétrica com 46 metros de altura. Dentro, obras de Monet, Botticelli, Van Gogh, Picasso e Savador Dalí. Tem um acervo enorme.
 
MUSEU CASA ESTUDIO DIEGO RIVERA E FRIDA KAHLO – a casa, super moderna para a época (década de 30) já vale uma visita, mas lá encontramos o ateliê de Diego Rivera e entramos na intimidade do casal mais famoso do México. Para quem curte os artistas, é bom para conhecer mais as suas histórias. Fomos no domingo e a entrada era gratuita.
 
LA CASA AZUL – a casa onde morava a família de Frida. É possível ver o ateliê da artista e entrar em seu quarto, onde ela desenvolveu grande parte da sua obra. Nós não fomos. Para isso, compre ingressos antecipados – 1 semana, no mínimo. Nós não tivemos esse planejamento, mas com certeza vale! Não sou fã de Frida, mas estando lá, acredito que seja uma visita obrigatória.
 
PARA COMER:
 
@ELENA_REYNAGAS é uma chef super conceituada e tem alguns restaurantes com valores bem acessíveis. Fomos em 3 e recomendamos muito:
@PANADERIAROSETTA é uma padaria em estilo francês que conta com todas as delícias doces e salgadas que você pode imaginar. Pães macios a crocantes que podem ser comprados para você levar para casa (como fazemos diariamente aqui no Brasil) ou podem ser consumidos no local, em forma de sanduíches e outras preparações maravilhosas.
Também há sucos prensados a frio, cafés e infusões naturais.
O local conta com mesas na rua (falaram que essa é uma novidade pós pandemia, antes não existia) e quando fomos tinha um saxofonista tocando no final da tarde. Foi uma experiência muito gostosa de viver.
Depois, fomos conhecer o @LARDOMEXICO e, apesar de não ser o restaurante mais famoso da chef Elena, foi o que nos conquistou! O Lardo México conta com opções diferentes para brunch, almoço e jantar, mas foi o café da manhã que nos ganhou: comida simples, de verdade, mas com um tempero incrível. Claro que as panquecas e mingaus não ficaram de fora – eles são bastante conhecidos por isso! Foi tão bom que no dia seguinte voltamos para um almoço maravilhoso (não fizemos reserva, mas tivemos que esperar alguns minutos na fila).
O último restaurante da chef que visitamos foi o @RESTAURANTEROSETTA – o mais conhecido. Fizemos reserva com uns dois meses de antecedência. O ambiente é simples, porém charmoso e acolhedor. O atendimento – como nos anteriores – é muito bom e a comida nem se fala, né? Porém, preferi o Lardo (questão de gosto, né?).
 
@SONORAGRILL no centro comercial Myiana (no prédio onde estávamos) surpreendeu positivamente. É uma churrascaria, mas com muitas opções vegetarianas e veganas. Comi legumes na brasa – vinham cenouras, pimentões, aspargos e cogumelos; uma couve flor especial e guacamole, claro! 
No Méxi o é assim: a comida é simples, mas é comida de verdade! Muitos legumes, saladas e carnes. O tempero é muito gostoso (mas cuidado com aquela pimentinha que vem separada – ela é forte!).
 
@MERCADOROMA é um local nada turístico com muitas opçõs para comer e beber. É como se fosse um mercado mesmo, mas você escolhe do que quer se servir: tem comida mexicana, japonesa, vegana, italiana… de tudo! Você pode sentar nas mesas da rua e ser atendido por vários restaurantes ao mesmo tempo (o que é ótimo quando se está com mais pessoas). Foi uma expericência legal!
 
E MAIS:

BOSQUE DE CHAPULTEPEC – é considerado uma das maiores áreas verdes urbanas do mundo. Tem lindos jardins, feirinha de rua, lago com pedalinho. Ótimo para passear sem pressa. Nos finais de semana lota de turistas, locais, pessoas se exercitando ou descansando com amigos e família. Lá também tem o Castillo Chapultepec, uma construção do final do século XVIII.
 

Como eu disse, surpreendente.

Se ainda não foi, pesquise mais!

Beijos,

Renata Hermes

Conheça nosso canal do YouTube

Renata Hermes
Naturologa
Deixe seu e-mail aqui e receba conteúdo sobre saúde, qualidade de pensamentos e equilíbrio emocional

Especial dia dos namorados

Todo mundo quer uma resposta simples, um manual de como fazer ou algum milagre quando o assunto é relacionamento amoroso. E eu queria poder te dar tudo isso, mas como você já deve imaginar, não é assim que as coisas funcionam.
Por quê? Porque pessoas são diferentes.
Para o dia dos namorados, que está chegando, preparei algumas dicas simples para que você reflita sobre seu relacionamento ou o modo como deseja se relacionar a partir de agora.

Leia mais »

Como impor limites?

Algo muito comum em meu consultório: ouvir de meus interagentes sobre a dificuldade em impor limites. “Porque meu ex me liga todos os dias”; “tenho

Leia mais »